01

Apr 2008

Enjoyed: A Tribute do Bjork’s Post

Fizeram um tributo pro álbum Post, da Björk.

O projeto da capa é o designer (ISO50) e músico (Tycho) Scott Hansen.

Se quiserem ouvir é só baixar gratuitamente aqui.

E eu soube pelo PapelPop. E concordo com a opinião deles, nem ficou legal, mas é Björk né, eu ouço até o fim.

Já atualizei meu WordPress pra versão 2.5! \o/

1 comentário para “Enjoyed: A Tribute do Bjork’s Post”

  1. Jethro diz:

    Os professores Bresser e Gala eeescvrram, em 2007, um artigo intitulado “Por que a poupane7a externa ne3o promove crescimento” sobre como a taxa de ce2mbio afeta a substituie7e3o de poupane7a interna pela poupane7a externa.Em qualquer modelo vocea tem varie1veis endf3genas e exf3genas. E a depender do rearranjo do mesmo modelo, uma varie1vel exf3gena pode ser tornar endf3gena, como no caso da oferta de moeda nos modelos de ce2mbio fixo e ce2mbio varie1vel.Mas no modelo deles, a taxa de ce2mbio ne3o e9 nem uma varie1vel endf3gena e nem exf3gena. c9 uma varie1vel extraterrestre, pois vocea ne3o sabe de onde ela vem nem como e9 determinada. A taxa de ce2mbio e9 determinada pela “estrate9gia de crescer com poupane7a externa”. Ela determina e e9 determinada pelo de9ficit em conta corrente, sendo causa e efeito dela mesma.Mas por que vocea ne3o sabe de onde vem a taxa de ce2mbio? Pois ela e9 fruto de uma estrate9gia de crescer com poupane7a externa. E quem definiu esta estrate9gia? Ne3o sabemos! Seriam os trabalhadores e os emprese1rios?O conflito distributivo, que je1 foi usado para explicar a inflae7e3o no Brasil, seria agora a explicae7e3o do ce2mbio apreciado?Esta estrate9gia surge vocea ne3o sabe de onde no modelo deles. A dificuldade em explicar a origem da estrate9gia de crescer com poupane7a externa ou da determinae7e3o da taxa de ce2mbio surge por um detalhe que falta no modelo deles: o Governo.O modelo deles ne3o tem governo, ente3o como saber o efeito da expanse3o dos gastos pfablicos sobre o ce2mbio, a poupane7a interna, o consumo, os juros e a inflae7e3o? Eu elimino o governo e aed fica fe1cil dizer que o ce2mbio este1 dado.Uma pergunta: se ne3o sabemos quem definiu o ce2mbio como sobrevalorizado, quem ire1 desvalorizar? No modelo, quem fare1 isto? O modelo depende exclusivamente de uma varie1vel definida totalmente fora dele. E se ele ne3o de1 pistas da determinae7e3o do ce2mbio, para quea ele serve ente3o? Com modelo ou sem modelo, a concluse3o je1 este1 dada.E a parte empedrica do trabalho tambe9m e9 genial. Como provar que o ce2mbio apreciado causa substituie7e3o de poupane7a interna por externa, a elevae7e3o do consumo e redue7e3o do investimento?Eles citam ve1rios trabalhos empedricos que estimam a substituie7e3o de poupane7a interna por poupane7a externa em ve1rios paedses. E ficam surpresos por estes trabalhos ne3o levarem em conta a taxa de ce2mbio na determinae7e3o desta substituie7e3o, mas vejam o que os dois professores concluem destes diversos trabalhos:”Apesar de ne3o utilizar diretamente a taxa de ce2mbio nas medie7f5es econome9tricas, esses trabalhos fornecem evideancias empedricas favore1veis, mesmo que de forma indireta, para os argumentos tef3ricos apresentados neste trabalho. Assumindo-se que situae7f5es de de9ficits em contas correntes se3o acompanhadas por algum grau de apreciae7e3o cambial, podemos concluir que os trabalhos empedricos apresentados acima se alinham com o argumento de que, em geral, a utilizae7e3o de poupane7a externa este1 aliada e0 redue7e3o de poupane7a interna e do aumento do nedvel agregado de consumo. Apesar de ne3o utilizar diretamente a taxa de ce2mbio nas medie7f5es econome9tricas, esses trabalhos fornecem evideancias empedricas favore1veis, mesmo que de forma indireta, para os argumentos tef3ricos apresentados neste trabalho. “Perceberam o que foi feito? Eles pegaram ve1rios trabalhos, em que seus autores ne3o consideraram os efeitos do ce2mbio sobre a substituie7e3o da poupane7a interna pela externa, para confirmar a tese deles. Pois segundo eles, de9ficit em conta corrente este1 sempre associado a ce2mbio valorizado. Aed fica fe1cil, pois qualquer artigo que apenas cite poupane7a externa confirma a tese deles.Ne3o importa se os autores destes trabalhos ne3o encontraram evideancia significativa do efeito da taxa de ce2mbio e por isto ne3o utilizaram a varie1vel. O que importa e9 que se falou de poupane7a externa, este1 falando de de9ficit em conta corrente, e de9ficit em conta corrente este1 sempre associado a ce2mbio apreciado. Ente3o a tese este1 confirmada!

Responda

envie um e-mail

powered by WordPress

Post RSS | Comments RSS