08

Jul 2007

Lugares de culto

Lugares de culto são sempre lugares de culto.

Lugares sagrados não são sagrados porque as pessoas os fizeram sagrados, elas simplesmente se sentiram atraídos por eles, e sagrados sempre serão, independemente de quem viva ali.

Acredito que os lugares são “deuses” em si, e se algum deus resolve viver ali, passar por ali, não é por acaso, o lugar dá poder a quem fiquei ali… que tipo de poder não importa, e cada lugar tem o seu temperamento e seus presentes.

É assim com boa parte das catedrais européias, muitas foram construídas sobre lugares de cultos pagãos – e estes com certeza ocuparam o posto de um culto anterior. E com certeza, depois da queda das catedrais um novo culto surge ali…

Vejam uma prova disso nesta reportagem da BBC (english), um morro no México é usado desde 1833 para encenações da crucificação de Cristo, isso é um forma de culto. O interessante é que esse morro é artificial, é um pirâmide Teotihuacan soterrada! O mais interessante é lembrar que nessas pirâmides se faziam sacrifícios… e os humanos eram bem comuns!

A pirâmide foi abandonada em torno do ano 800… mil anos depois as pessoas ainda faziam um culto ali, e se pensarmos bem, não é tão diferente. Já não é mais o próprio, mas a encenação de um sacrifício humano para que os deuses (no caso de hoje é um só) protejam as pessoas, cuidem delas, as perdoem…

Responda

envie um e-mail

powered by WordPress

Post RSS | Comments RSS