19

Jan 2009

Nada é Original (via SwissMiss)

Nada é original. Roube de algum lugar que ressone com sua inspiração ou alimente sua imaginação.

Devore filmes antigos, novos filmes, músicas, livros, pinturas, fotografias, poemas, sonhos, conversas aleatórias, arquitetura, pontes, sinais de trânsito, árvores, nuvens, águas, luz e sombras. Selecione só coisas para roubar daquilo que fala diretamente com a sua alma. Se você faz isso, seu trabalho (e roubo) serão autênticos.

Autencidade é de valor inestimável; originalidade é inexistente.

E não se intimide em admitir seu roubo – celebre-o como se sentisse como ele. De qualquer modo, sempre lembre o que Jean-Luc Godard disse: “Não é de onde você pega as coisas – é para onde você as leva.”

Via SwissMiss.

1 comentário para “Nada é Original (via SwissMiss)”

  1. VindaárR diz:

    Autenticidade x orginalidade.
    Mais uma coisa para fazer a diferença.
    Bjs.

Responda

envie um e-mail

powered by WordPress

Post RSS | Comments RSS